O que é a Artrose?

Tal como os humanos, também os nossos animais de companhia estão sujeitos ao aparecimento de artrose, ou em termos mais técnicos Doença Articular Degenerativa.

Sempre que exista uma incongruência articular, um traumatismo articular ou simplesmente devido ao passar do tempo, as extremidades dos ossos (onde se dá o movimento) ficam sujeitas a desgaste. Ao perder-se a camada superficial da articulação, fica exposto o osso sub-condral que se vai comportar da mesma forma como num processo de fratura. Sofre espessamento e deposita-se novo osso de forma irregular e aleatória: Os Osteófitos.

Com o decorrer do processo vem também a dor, a inflamação e a perda de mobilidade.

Na foto podemos ver uma articulação coxo-femural perfeitamente normal e a outra com alterações ósseas muito evidentes (seta).

Apesar de não ser especifica dos animais idosos, é muito mais frequente a partir dos 8 anos de idade, quer no cão, quer no gato (apesar dos felinos esconderem os sinais clínicos pelo máximo de tempo possível).

Manter um controlo de peso, associado a exercício moderado e a uma alimentação saudável (eventualmente com suplementos alimentares), ajuda a manter as articulações mais saudáveis, evitando ou atrasando a progressão desta doença.

Saiba mais sobre artrose e a sua prevenção, explicada pelo nosso diretor clínico e responsável pela área de cirurgia ortopédica no video dos “Animais Anónimos”:

Entrevista Animais Anónimos – Você na TV

Apesar desta patologia não ter cura clínica, há muito a fazer para aumentar a qualidade de vida dos patudos que sofrem com ela. Assim, se suspeita que o seu companheiro sofre de artrose, contacte o quanto antes o seu médico veterinário, de forma a aumentar o conforto, mas também a limitar a progressão.

De igual forma, se tem um cão ou um gato a passar a meia idade (especialmente se for obeso, de grande porte, ou de raça definida), informe-se sobre a prevenção.